quarta-feira, 29 de abril de 2015

MEMÓRIAS DE UMA NOITE NÃO DORMIDA (O Ensaio de Nuelle Alves para a Playboy)

            No History Channel, tornou-se corriqueiro ver, por meio do programa “Caçadores de Relíquias”, Frank Fritz e Mike Wolfe cruzarem os Estados Unidos da América em busca dos objetos que fizerem parte da história. Coisas que, de tão comuns, praticamente, eram invisíveis às pessoas de seu tempo. E que, hoje, devem seu valor ao fato de serem fragmentos do rastro que a humanidade deixou pelo caminho.
            Os quais são comercializados pela dupla no “Antique Archaeology” – um antiquário situado em Nashville, no Tennessee.
            Tudo porque, através de uma estratégia eficiente de marketing, eles adoçam o interesse de eventuais compradores, ao transformarem os produtos que foram os “coadjuvantes” de outrora em “protagonistas” da era vigente, em escala mundial.
            O que, com a ausência desse glamour televisivo, ocorre na Praça dos Andradas, no “Centro Histórico de Santos”. Onde quatro das cindo bancas, que lhe delimitam o perímetro, se dedicam à comercialização da história. Vendendo revistas e livros que, em geral, saem banca excedente, atravessam o tempo e, travestidas de quinquilharia, retornam à sua origem.
            E, justamente, diante da banca que se coloca entre o passado e o futuro é que se ouviu de um incauto o seguinte comentário: “Não é por falta de bunda que essa uma vai morrer solteira”, enquanto o dito admirava a capa da edição de Nº 477 da Playboy de fevereiro de 2015.
            Com tudo, porém, se iniciando no fato de que, pela terceira vez, Fred Othero fotografou uma mulher que se tornou um subproduto de si. Como o fizera com Natalia Inoue, em setembro de 2014, e Vanessa Mesquita, em julho de 2014.
            Pois Nuelle Alves, a estrela do mês, ficou conhecida ao dar vida a Candinha, no programa “Domingo Show”, da Rede Record. E se aproveitando disso, e de ser um ente tridimensional, converteu as suas benesses físicas em uma nova fonte de renda.
            Já que (das três dimensões – o comprimento, a largura e a altura) a foto é uma representação em que vinga uma significativa perda de informação.
            Um prejuízo que é remediado pelo talento do fotógrafo.
            Que, no caso, ressaltou as nuances de Nuelle ao transfigurá-la em uma pin-up.
            E cujo começo se dá em um sobrado situado no bairro da Consolação, em São Paulo. Onde, até então, funcionava o Otto Bistrot. Um restaurante que fora decorado com motivos domésticos intensos; que surtiam no freguês o desejo de residir sob o seu teto.
            Sob o qual reside o personagem que Nuelle interpreta. Que, como uma dona de casa exemplar, finaliza seus afazeres, tal qual a Dona Florinda, com os cabelos cheios de bobes e livrando o leito das memórias de uma noite não dormida.
            Antes, porém, ela dá início às atividades, afrontando as teorias de Newton. Já que os bicos das suas tetas leiteiras não a acompanham ao se mesurar para inclinar a chaleira que usa para regar as plantas.
            Consequentemente, a cuja continua na sua tarefa de outorgar ao lar o esmero que dedica a si, limpando os vidros, se agachando, arregaçando as reentrâncias, e ficando de quatro, com o fim de escovar o rejunte do porcelanato.
            Tudo, sempre, com as mãos protegidas por luvas de látex. Mantendo, assim, a “sedosidade” que as faz deslizar pela genitália de seu senhor com a perícia de um prestidigitador.
            Doravante, como uma puta, ela transpira ao lavar a louça. A fim de que seu senhor aprecie sua assepsia. E, como a uma cadela, lhe recompense com prazer. Exercendo sobre a sua bunda a autoridade que nenhuma diarreia tem. Assim, suprindo a expectativa que a faz se debruçar sobre a pia, com o rabo empinado, e esperar que uma breve brisa lhe sane a saudade.
            Depois, para não sujar algum copo que lavara, ela se lembra do quão é submissa, ao se ajoelhar e se hidratar na torneira de um filtro de barro, que jaz sobre uma bancada.
            Consequentemente, materializando, em termos, esse anseio, quando o desejo de ser comida à comida migra, e ela come um suspiro, um morango e se lambuza com uma calda de creme de leite e leite condensado.
            Por fim, Nuelle volta à realidade, ao ficar novamente de quatro e encerar o assoalho de madeira. Um piso que se estende ao cume de uma escadaria, que desemboca no pavimento principal da casa.
            Onde, inicialmente, ela se vale de um gostoso banho para tirar o cheiro da labuta e ficar apta a se banhar com o suor de seu senhor.
            Em seguida, com as madeixas enroladas nos bobes, ela usa a máquina de costura para ajustar a roupa que logo tirará. E, para esse momento, com uma tesoura para unha, depois, apara os pelos que, como brotos de agave-azul, junto à sua vagina, que tem um aspecto de arado, crescem.
            Então, ela pega o telefone e vai para a cama. Onde, enquanto recolhe os pentelhos, pretende ligar para o seu senhor e dizer que está pronta para satisfazê-lo e devolvê-lo para a família, antes que o dia acabe.



Você tem medo das suas fantasias sexuais?

Leia O Amante Secreto e se orgulhe delas.



http://www.clubedeautores.com.br/book/32884--O_Amante_Secreto#.VypTP5TmrIU
CLK AK





quarta-feira, 22 de abril de 2015

Coluna GALLERY: MUSEU PELÉ (Roteiro do Reclame que Ninguém Viu)

INT – MUSEU PELÉ – DIA

FADE IN

Panorâmica do interior do museu.

Letreiro: Museu Pelé, Santos/SP.

FADE OUT

INT – MUSEU PELÉ (PAREDE COM FOTOS) – DIA

FADE IN

PELÉ caminha, em companhia de um DIRETOR, vistoriando as fotos que estão penduradas na parede.

                                                           PELÉ
                        Essa ficou boa.

                                                           DIRETOR
                        Ficou mesmo.

Quando PELÉ se depara com MARADONA, que também observa as fotos.

                                                           PELÉ
                        Você, aqui?

                                                           MARADONA
                        Sí.
                                               (se vira para a câmera)
                        Si yo puedo venir, porque no vienes usted?
                                               (ZOOM IN / CLOSE)
                        Entende?

FADE OUT

FADE IN

Logomarca do Museu Pelé.

                                                           NARRAÇÃO
                        Museu Pelé.


FADE OUT



Todavia, há um ditado que afirma o seguinte: "a boa mulher é aquela que perdeu a virgindade e manteve a classe". Contudo, como é possível manter a "classe" se se cultua o axioma que prega que "o aspecto proveitoso da fidelidade é que ela comprova o quão prazerosa é a promiscuidade"? 
Simples: criando uma sociedade paralela. Em que a distorção social transforma a fraqueza em virtude.
Assim, um grupo de misses embarcou em uma cruzada contra a real razão de seu fracasso: a competência alheia. E se deparou com o sucesso da incompetência: ou seja, o acaso.
 
A Quadrilha das Misses Assassinas*
(*disponível nas melhores bancas e livrarias)

http://www.clubedeautores.com.br/book/124263--A_Quadrilha_das_Misses_Assassinas

quarta-feira, 8 de abril de 2015

Coluna SNACK BAR - O Lado B da Humanidade: BALADA BRASILEIRA (Uma Ode à Pilantragem)





            BALADA BRASILEIRA
            (Henriques & Mateus Duarte / Voz: Dany Yssoh)
            
            Uma “breja” pra degustar
            Uma mulher pra paquerar
            Uma canção pra acompanhar
            Uma boca pra então beijar
           
            Invadindo uma história
            Cujo enredo é incerto
            Antes que o Sol venha a raiar
           
            Mudando qualquer destino
            Que um dia tenha sido escrito
            Antes que o Sol venha a raiar
           
            Uma cama pra balançar
            Uma mulher pra dominar
            Uma noite pra transpirar
            Uma hora pra então gozar
           
            Se atendo a todo contorno
            Duma pele bronzeada
            Antes que o Sol venha a raiar
           
            Marinando o mel da carne
            Nos fluídos do desejo
            Antes que o Sol venha a raiar
           
            Uma amante pra idolatrar
            Uma outra vez pra combinar
            Uma cerca pra então pular
            Um marido pra despistar
           
            Correndo por um asfalto
            Que se estende a cada metro
            Antes que o Sol venha a raiar
           
            Em busca de outra história
            Para a qual não há convite
            Antes que o Sol venha a raiar





Todavia, há um ditado que afirma o seguinte: "a boa mulher é aquela que perdeu a virgindade e manteve a classe". Contudo, como é possível manter a "classe" se se cultua o axioma que prega que "o aspecto proveitoso da fidelidade é que ela comprova o quão prazerosa é a promiscuidade"?
Simples: criando uma sociedade paralela. Em que a distorção social transforma a fraqueza em virtude.
Assim, um grupo de misses embarcou em uma cruzada contra a real razão de seu fracasso: a competência alheia. E se deparou com o sucesso da incompetência: ou seja, o acaso.


 

A Quadrilha das Misses Assassinas*
(*caso ainda não tenha esta obra na sua banca, click aqui, com o fim de obter desconto, ao arrematar um lote, e aumente a sua margem de lucro)

http://www.clubedeautores.com.br/book/124263--A_Quadrilha_das_Misses_Assassinas

quinta-feira, 2 de abril de 2015

Coluna SNACK BAR - O Lado B da Humanidade: CINE ARTE POSTO 4: SONHOS EM MOVIMENTO




            Ao final do inverno de 2012, o Cine Arte Posto 4, do Gonzaga, em Santos, exibiu “Sonhos em Movimento”. Um documentário alemão que, em 2010, lançado foi. E que é dirigido por Anne Linsel e Rainer Hoffman. Tratando da última montagem que a renomada coreógrafa “Pina Bausch” fez de um espetáculo de dança de sua autoria. Com o nome de “Kontakthof” – ou “Zona de Contato”. Originalmente, apresentado em 1978. Depois, em 2000, reencenado por um elenco da terceira idade. E, em 2008, enfim encenado por uma trupe de adolescentes – já que, em 2009, Bausch faleceu.
            Todavia, o espetáculo foi escrito para adultos. Estilizando o cotidiano de uma “Casa de Tolerância”. Com a química que escorre da interação entre “liberdade” e “libertinagem”. Assim, expondo seu elenco a mais informação do que era capaz de digerir. Visto que, por vezes, há um que toca em outro, gosta da pele, ostenta esse contentamento e lida com a culpa de não dissimular o que sente. Em um autoflagelo. Pois responde à sociedade contemporânea. Que – a fim de que uma menina não chegue “barriguda” em casa, ou um menino não tenha que nutrir outro antes ter onde cair morto – os contaminou com o “vírus do medo”. Sem se importar com o fato de que alguns não se curarão da “doença” e outros são imunes a ela.
            Trazendo a ideia de que, talvez, se evitaria isso com o resgate de antigos costumes. Como quando o líder de uma família promovia o rito de iniciação sexual do varão novato ao encaminhá-lo a uma profissional do ramo. Com isso, automaticamente, distribuindo os conhecimentos da cuja entre as fêmeas de uma geração.









Todavia, há um ditado que afirma o seguinte: "a boa mulher é aquela que perdeu a virgindade e manteve a classe". Contudo, como é possível manter a "classe" se se cultua o axioma que prega que "o aspecto proveitoso da fidelidade é que ela comprova o quão prazerosa é a promiscuidade"? 
Simples: criando uma sociedade paralela. Em que a distorção social transforma a fraqueza em virtude.
Assim, um grupo de misses embarcou em uma cruzada contra a real razão de seu fracasso: a competência alheia. E se deparou com o sucesso da incompetência: ou seja, o acaso.
 
A Quadrilha das Misses Assassinas*
(*disponível nas melhores bancas e livrarias)

http://www.clubedeautores.com.br/book/124263--A_Quadrilha_das_Misses_Assassinas

MasterChef Brasil 2017 - Episódio 016 - Parte 002

            Todavia, por ter ficado por último, pelo preço fixo de 10’ do seu tempo, adquiriu Leonardo um carré.             Por 02’...

JORNAL "O MOCHILEIRO" - receba os artigos do blog mais sacana da paróquia em seu e-mail.

INVISTA NO NOSSO BLOG, ADQUIRINDO OS PRODUTOS AQUI ANUNCIADOS.